Estamos mesmo em 2013?

Uma página no Facebook com mais de 4 milhões de seguidores falando sobre ciência (https://www.facebook.com/IFeakingLoveScience) já é, por si só, uma coisa notável. Mostra que milhões de pessoas se interessam por ciência e suas maravilhas. Pessoas de mente aberta a novidades que querem conhecer mais sobre o universo que habitamos.

Entretanto, muitos desses seguidores mantém uma mente fechada ao conceito de que todos são iguais independente do sexo, raça, classe social, ou credos.

Esses, na maioria homens claro, ficaram surpresos e não tiveram a decência de esconder sua misoginia postando comentários infames quando descobriram que quem mantinha a página era uma mulher.

Sendo eu pai de três meninas, fico muito triste em saber que elas não poderão escolher fazer e gostar de qualquer coisa sem ter que enfrentar esse bando de machistas preconceituosos e ignorantes.

Como disse a Elise Andrew (@Elise_Andrew) em post relacionando a isso, estamos mesmo em 2013?

Matéria no Guardian sobre o assunto…
http://www.guardian.co.uk/science/us-news-blog/2013/mar/20/i-love-science-woman-facbook